Ela está dando mole por aí – TE010

Início de mais uma competição continental para os times Cariocas. Lá vai mais uma para anotar no caderninho e juntar uma grana para comprar o pôster de campeão e colar na parede do quarto no final. Mas será que Vasco e Botafogo têm time para isso?

E o que é a Copa Sul-Americana? É a filha da Copa Mercosul, neta da Copa dos Campeões e aquela prima feinha da Libertadores. Prima feinha porque os clubes sem chances no Brasileirão e sem chances de classificar para a Libertadores, focam suas possibilidades de classificação na Sul-Americana. Mas no ano seguinte, quando começam a disputa, usam times de reservas.

HORA DA DINAMITE EXPLODIR

Começamos com o Vascão da Colina. A primeira partida é quarta, 13/08, contra o Palmeiras em São Janu e a transmissão você acompanha com a galera Transamérica em 101,3 FM. Uma das maiores partidas da história recente do Vasco foi numa decisão de Copa Mercosul. Mas agora o negócio é diferente. E se levarmos em consideração a campanha no Brasileirão, melhor o Tita escalar aquele time de 2000.

Não adianta esperar uma luz divina do passado para alterar o presente. O que vale é buscar a melhor alternativa para o problema, que no caso é todo o elenco que o próprio Tita disse que não está à altura do Vasco. Leandro Amaral não joga, Edmundo pode estar cansado da viagem e o time está de moral baixa após a goleada sofrida em Salvador. Então, Tita, quem sabe a solução seja um esquema prudente para garantir que a partida de volta em São Paulo seja, realmente, um jogo que ainda valha algo para o futuro da competição?

BOTA FOGO NISSO

Já para o Fogão, tudo está as mil maravilhas. O time subiu meteoricamente no Brasileiro, Jorge Henrique ficou, a venda de camisas aumentou na loja oficial do clube e até as obras de recapeamento da São Clemente terminaram! Boa fase é isso aí mesmo! E está mais do que na hora de aproveitar esse período, com o mando de campo, lotar o Engenhão e fazer uma partida perfeita contra o Atlético Mineiro. Nós estaremos lá contando tudo para vocês. O Galo tem sempre levado a pior diante do Botafogo nas competições mata-mata e, lógico, que desta vez não pode ser diferente. A cada partida, o padrão tático que Ney Franco deu ao time tem ficado cada vez mais evidente e nada melhor do que uma competição continental para confirmar a ascensão alvinegra.

Transamérica Esportes – 13/08/08

O de cima sobe e o de baixo desce – TE008

A rodada do Campeonato Brasileiro deste final de semana marcou a final do Primeiro Turno. Lá se foi metade desse campeonato comprido, que de vez em quando dá sono e de vez em quando empolga. Pena que para alguns, de vez em quando dá raiva também.

O Grêmio foi o campeão simbólico do turno. Tem gente que diz que isso não representa nada. Outros dizem que isso é muito importante porque em toda era dos pontos corridos, o clube que chegou ao final do turno na frente, acabou sendo o campeão. Mas acontece que esse é, também, o campeonato mais disputado dos últimos tempos apesar dos gaúchos terem aberto 5 pontos de vantagem nesta rodada. Acontece que os gremistas vão a pé para o que der e vier e o virada do turno pode nos trazer um conversível azul correndo sem se preocupar com competições paralelas, um sedan alviverde com aquele distinto motorista de terno e gravata ou até mesmo um foguete alvinegro que sobe rapidamente. Lógico que não podemos esquecer a limusine preta com detalhes em vermelho e branco que sempre chega bem ao final e quem sabe um carro da Superliga Fórmula consiga retomar o bom desempenho. Mas uma coisa não podemos negar. Quando os gremistas resolveram andar, deixou todo mundo pra trás comendo poeira.

Flamengo e Botafogo venceram e por conta disso mesmo continuam juntos na briga. No Sábado, o Flamengo brigou com o juiz, com a torcida, com o Maracanã e, felizmente, acabou vencendo uma partida importante contra o Atlético Paranaense. Mais um jogo de resultado negativo selaria de vez o destino descendente do Mengão neste Brasileiro. Caio Júnior agora espera que as contratações sejam as soluções para o apagão do time que tem 1 turno para mostrar que quando todos achavam que o time era bom e o elenco completo, não estavam enganados.

O Fogão fez uma partida quase que perfeita contra o Palmeiras no domingo. Foi um dos melhores jogos do ano. O Botafogo a fim de marcar gols e os porcos conhecendo bem a arma ofensiva alvinegra. O placar de só 1×0 foi um castigo para o torcedor que escolheu aquele Dia dos Pais para curtir com o paizão no estádio. O time de Ney Franco conseguiu sua quarta vitória seguida. Marca impressionante em um campeonato equilibrado e sempre jogando com tranqüilidade, coisa que andou em falta nos tempos de Cuca. Agora, é importante ir consciente para a Copa Sul-Americana e continuar o progresso no Brasileirão.

Pena que o campeonato tem a parte de baixo da tabela, e mais triste ainda é que Vasco e Fluminense estão lá. O Flu anda povoando a zona do rebaixamento desde o começo e o time da colina oscila, mas agora chegou perto perigosamente.

Uma derrota para cada um neste final de semana com seus lados trágicos. Vasco tomou 5 gols do Vitória no Barradão na estréia de Tita no comando técnico. Um mau presságio para um começo de trabalho. Tem vascaíno achando que a diretoria está se preocupando mais com a diretoria anterior do que com o time de futebol. Seja lá o que for, está mais que na hora do time achar uma fórmula de estabilidade e parar de patinar na segunda metade da disputa.

Tão ruim quando perder de 5×0 é tomar uma virada abdicando de jogar futebol. O Fluminense teve medo de vencer o Ipatinga. Mesmo na casa do adversário era melhor e saiu na frente. Depois se acovardou e ficou chamando os mineiros para a festa. E vocês sabem como os mineirinhos são, né? Calados, quietinhos, mas vem chegando. E quando o tricolor percebeu o placar já estava 2×1 e o time que estava covarde, também estava sem forças para reagir. Nocaute clássico, que derrubou Renato Gaúcho. Ele que estava a 5 metros da próxima Libertadores, ficou sem gasolina na última curva e agora voltou a ficar mais perto da Libertadores 2009, porque verá tudo naquele lindo telão LCD na sala da sua casa

Transamérica Esportes – 11/08/2008

A Hermenêutica e a Propedêutica do Futebol – TE007

E quase chegamos a metade do campeonato. E como é bom começar textos falando de coisas boas. Mais alegria e empolgação para seguir a leitura até o final porque se o começo já tem notícia boa, imagine o final então!

O Botafogo tem feito um grande trabalho nas últimas rodadas. 1 empate e 3 vitórias seguidas e convincentes. Ney é Franco. Disse que o time tinha um bom elenco e que seu objetivo era atingir o grupo da ponta antes da virada do turno. A equipe pulou de 15ª posição para a oitava e está muito perto no G4, a apenas 1 gol do Flamengo. O time tem jogado desfalcado nestas partidas e como se viu, o ritmo não caiu. Imagine então quando o time estiver completo! Como diria aquele locutor da TV: “Segura que eu quero ver!”

Foi bonito ver o Fluminense na quarta-feira. Do enterro simbólico com jogadores calados e emburrados no início do jogo à sorrisos efusivos e gritos da “virada tricolor” em 90 minutos. Mas também, nada como uma vitória sobre o cantado com prosa e verso como o melhor time do Brasil e por um 3×1 incontestável. Bom ter de volta o artilheiro fazendo o que sabe e melhor ainda, perceber que não se pode desistir jamais. Se a maré é ruim a tal ponto de “comprar um circo e o anão cresceu”, como disse Renato Gaúcho, então que ensine o coitado a ser trapezista!

Eu disse lá em cima que o início era de notícias boas, então o final seria melhor. Mas foi deixar para o final para falar de Flamengo e Vasco. Então, alguém me explica: Como falar bem de urubu e bacalhau neste momento? Fiz burrada, né?

Claro que não! Posso falar bem deles também, contudo preciso da contribuição dos jogadores das duas equipes para que as coisas dêem certo. O Flamengo foi derrotado pelo Goiás. Foi a terceira derrota seguida. Em 21 pontos disputados, apenas 2 conquistados. Como falar bem disso? Realmente contra esses números não há argumento. O Flamengo está mal e é fato. Mas para dar um alento à torcida Rubro-Negra, o time vêm jogando “relativamente” bem. (Relativamente porque para jogar bem, teria que ter vencido os jogos). Então, a missão é encontrar o sapo que foi enterrado na Gávea, entrar em acordo com o Freddy Krugger sobre os direitos de imagem e voltar a vencer. A hora é essa.

No Vasco, a situação ainda não é de morte, mas foi necessário uma operação de emergência. Tita assumiu o cargo de Antônio Lopes. Um novo treinador, uma nova cabeça trazer novas esperanças para os vascaínos. O time agora resolveu nem vencer em casa mais e o pior para a derrota diante do Coritiba foi que o Vasco perdeu jogando mal. Agora, cabe aos jogadores mostrarem poder de reação. Voltar a vencer em casa e conquistar uma “vitorinha” fora aqui, outra acolá, não faz mal a ninguém, né.

Transamérica Esportes – 08/08/2008

Ouviram do Ipiranga – TE006

O pontapé inicial olímpico foi dado na tarde desta quarta-feira lá na China, manhã aqui no Brasil, com o torneio de futebol feminino. O jogo foi contra a Alemanha e o placar foi 0x0. Ouvi a manchete mais adequada para a partida ontem pela manhã mesmo: “Estréia do futebol feminino termina pau-a-pau.” E além disso, também foi um jogo equilibrado. É o que poderia se esperar entre a campeã e vice do mundo. Queria saber qual curso precisa-se ter para montar tabela de campeonatos no futebol? Será que é alguma Gestão Estratégica pra Confecção de Tabelas Tabajaras? Só um maluco para colocar as duas melhores seleções da competição para se encontrarem logo na estréia. Uma abertura de gala que, dependendo do resultado, poderia terminar com chave de lata! No final, o empate foi bom e justo para as duas equipes.

O futebol masculino estréia nesta quinta-feira com uma missão muito mais fácil. O jogo é contra a Bélgica que sumiu do mapa futebolístico nos últimos 10 anos. Livre das pressões dos clubes europeus, mas com desfalque do zagueirão tricolor Thiago Silva, Dunga tem tudo para armar um time no ataque com Ronaldinho Gaúcho, Diego e Alexandre Pato. Se o entrosamento faltar, pelo menos, em malabarismo, o time está perfeito.

Mas a cerimônia de abertura acontecerá só na sexta-feira. A partir de então, um monte de horas na frente da TV esperando qual medalha o Brasil ganhará. Teremos a maior delegação brasileira na história dos jogos olímpicos, mesmo sem os 12 jogadores de basquete masculino. Esperanças existem em várias modalidades e em outras tantas, os brasileiros estarão lá apenas para fazer número, mas eu garanto que todos aqui estaremos torcendo para ver muita luta, muita dedicação e nenhum refugo ou qualquer padreco irlandês invadindo a pista.

Uma revista americana, a Sport Mãe Dinah Illustrated, previu que o Brasil ganharia 5 medalhas de ouro. Se acontecer isso, será um ótimo resultado igualando a melhor marca do Brasil conquistada em Atenas, 4 anos atrás. Mas como previsão esportiva é igual à fralda de neném, o melhor é ficarmos torcendo para que os atletas brasileiros acabem os Jogos satisfeitos com seus desempenhos. Desta maneira, o resultado será com muitas medalhas.

Transamérica Esportes – 07/08/2008

Vamos jogar Bola, Gente! – TE005

Juro a vocês que eu queria escrever um texto engraçado hoje. Ou até uma expectativa otimista em relação à rodada do meio de semana. E até uma previsão “Mãe Dinah” de resultados, do tipo Fluminense 45 x 0 São Paulo, mas infelizmente não deu. Ao abrir os sites e ler as notícias esportivas do futebol carioca, um sentimento de tristeza me apareceu e várias perguntas vieram juntas:

“Torcedores invadem treino, protestam e atiram bomba nos jogadores do Fla”

“Estilhaços de bomba atingem Dininho e Obina no treino do Fla”

“Juan diz que protesto violento motiva os jogadores a saírem do Fla”

“Fla chama esquadrão antibombas: sorte evitou tragédia”

O que leva um cidadão a invadir o treino da equipe, que ele se diz torcedor, para protestar e intimidar os jogadores? Pra mim, se um cidadão irresponsável combina com mais 30 cidadãos irresponsáveis para isso é, no mínimo, formação de quadrilha.

Como você reagiria se, alguém insatisfeito com o seu trabalho, invadisse o seu ambiente profissional para te xingar e jogar bomba na sua cabeça? Por isso que eu não condeno a reação dos jogadores do Flamengo. A torcida até tem direito de cobrar determinação e de vaiar o time após uma derrota (e já foram 4 em 6 jogos), mas a meia-dúzia de trinta que invadiu a Gávea e fez aquilo, não merece qualquer respeito ou qualquer compaixão. Aqueles lá não mereciam nem ser Flamengo. O pior de tudo que essa não foi a primeira vez e pelo que parece nem será a última.

Bom, melhor escrever sobre a rodada. Muito mais interessante do que um bando de idiotas gritando palavras de desordem. Hoje, quarta-feira, tem mais uma rodada do Brasileirão. Chegamos a 18º. E se ela não chega a ser uma rodada decisiva, ela é de fundamental importância para os clubes cariocas. Vasco e Fluminense tentam encontrar uma maneira de subir na classificação. Os vascaínos têm a partida contra o bom time do Coritiba para ratificar sua posição de time matador em casa. São 8 jogos em São Januário e 5 vitórias com 20 gols marcados. Então, Antônio Lopes e seus comandados correm atrás de uma bela vitória para acalmar os ânimos na Colina, pelo menos até a próxima rodada.

Nesta quarta também esperamos que o Fluminense comece a ser o menino valente desta brincadeira toda, porque até agora está mais para aquele moleque mais novo da galera que leva cascudo da rua inteira. Pô, não sabe brincar, não desce pro play! O adversário, o São Paulo pode até ser o temido atual campeão, mas certamente precisarão muito mais do que 2 gols em impedimento para vencer o Fluzão no Maracanã. Esses dois jogões você acompanha a partir das 8 da noite na Transamérica em 101,3 FM.

O explodido Flamengo juntou os cacos e partiu para Goiânia. Enfrenta o Goiás no Serra Dourada. Um jogo do inconstante Goiás e do decadente Flamengo já era de difícil previsão, tornou-se ainda mais difícil após os fatos de terça-feira na Gávea. O retrato do psicológico rubro-negra será a tônica dessa partida. Jogadores recuperados, jogo equilibrado. Jogadores abalados, goleada! Espero que uma noite de sono longe do foco da confusão faça bem ao Flamengo.

Quinta-feira é o dia do Botafogo que ficou no Sul para enfrentar o Figueirense, outro time inconstante no campeonato. Uma vitória em Florianópolis pode representar a afirmação, de vez, de Ney Franco a frente do Fogão e a certeza de que o time é, sim, um sério candidato as primeiras posições do campeonato.

Transamérica Esportes – 06/08/2008

O Vento Encanado da Janela Aberta – TE004

A janela de transferência no futebol mundial abriu-se a partir de domingo, 03/08. E acabou assuntando muitos clubes no futebol brasileiro. Assustou tanto, que o time do Flamengo aproveitou que a janela estava aberta e se tacou lá de cima, despencando 6 posições no campeonato somente no mês de julho. Mas o que existe de tão aterrorizante neste período de transferências, hein?

Um bom exemplo desse terror todo é o próprio Flamengo. O clube arrecadou algo em torno de 30 milhões de reais (números não oficiais divulgados pela imprensa) com a venda de jogadores. O número é bonito, mas será que a conseqüência será? Marcinho era artilheiro do campeonato quando foi vendido e desde então foram 7 partidas e 6 gols. Média de menos de 1 gol por jogo. O que seria uma média de menos de 1 gol por jogo? 2 bolas tiradas em cima da linha a cada partida? 1 vitória. 2 empates e 4 derrotas! Números que fazem inveja ao Íbis. A queda do Flamengo está diretamente relacionada à venda dos jogadores? Não posso afirmar isso 100%, mas que ela contribuiu é certo.

O Fluminense também sofreu com o vento encanado. Nunca mais conseguiu repetir aquela boa equipe desde a final da Libertadores. E nunca mais repetirá. A janela levou seu lateral direito, seu coringa e ainda não sabemos o que acontecerá com os Tiagos após os Jogos Olímpicos. Mas a janela também contribuiu para a contratação de alguns ótimos reforços que ajudarão na reposição das peças perdidas. Reforço financeiro para a compra de novos jogadores sempre é muito bem-vindo.

Botafogo e Vasco sofreram menos com o resfriado. Bom, pelo menos por enquanto. No Fogão, os jogadores fundamentais continuam no elenco. A vinda de um novo treinador e alguns reforços ainda ajudaram a compor o cenário de ascensão alvinegra. Sem perdas importantes, espera-se uma escalada do time, mesmo que o redondo argentino tenha ido embora. O Vasco apenas perdeu um jogador que, ainda revelação, nem era seu e não teve tempo de mostrar todo seu futebol. O presidente Roberto Dinamite diz que a chegada de reforços é complicada uma vez que o clube não terá mais receitas expressivas no ano. Antônio Lopes terá que dar um jeito na casa com o que tem e torcer para que as perdas sejam as menores possíveis.

Enfim, está aberta a temporada de caça européia e árabe aos bons jogadores que ficam dando mole por aí. É aquela idéia de ter dinheiro para montar um grande time, com isso surgem bons jogadores que posteriormente são vendidos. Ganha-se dinheiro, monta-se um grande time, surgem bons jogadores… e assim vai o círculo vicioso.

Transamérica Esportes – 05/08/2008

Minha casa nova é um Tesão!

Como vocês devem ter percebido com os últimos posts, agora eu faço parte da nova equipe do Transamérica Esportes. Motivo que me traz muita alegria porque trabalharei com esportes, que é uma coisa que sempre gostei, e orgulho por ter sido convidado para integrar um projeto tão audacioso.

Não vou e nem quero comentar sobre os porquês que nós entramos no lugar da equipe antiga, principalmente porque cada um terá a sua versão (que pelo que já andei pesquisando, são completamente diferentes). Prefiro comentar dessa alegria de ser parte de uma equipe composta por caras sensacionais do rádio carioca e que sempre fui ouvinte. Agora estou lá, ao lado deles, debatendo idéias e trabalhando para que un ouvinte, assim como eu era, possa ter o melhor em informação, alegria quando ouvir um jogo do seu time favorito ou odiado.

No mais, vou fazer de tudo para o blog não morrer. Sei que devo um “Pergunte pro Nando” e sei que terei que arrumar mais tempo (e criatividade) para escrever uma coluna por dia pra rádio e alguns posts no blog. Mas a vida é assim. Desafios! Vamos lá, mais um pela frente e, lógico, que com o mesmo sorriso no rosto.