Tudo tem dois lados – TE003

Fomos muito bem-vindos na casa nova. Ela é grande, espaçosa. Verdadeiramente aconchegante e confortável. Assim, dá até mais motivação para trabalhar melhor e com mais disposição. Pena que os times cariocas resolveram não ajudar. Mas vejamos que tudo tem um lado bom. Se até o metrô lotado tem um lado bom (o lado de fora!), o futebol carioca tem salvação.

Começamos nossas transmissões no sábado, 2 de agosto de 2008. O jogo era Fluminense x Internacional. Seria o jogo da redenção tricolor. Seria, porque naquele mesmo ritmo de brincadeira no Brasileirão, o time de Renato Gaúcho continuou “divertindo” a sua torcida e perdeu o jogo por 2×1. A luz de alerta está acesa no painel tricolor, e é ainda mais forte porque a luz da lanterna do Ipatinga está próxima. A torcida culpa a diretoria, que cobra mais atitude de Renato que por sua vez diz que sua paciência chegou ao fim. Um momento delicado nas Laranjeiras. Muito pior que qualquer engarrafamento na Pinheiro Machado.

Então, vamos ao lado bom do Fluminense. Diretoria e patrocinador se movimentam e ótimos reforços parecem ser a solução para a equipe. O nome do meia Urrutia traz esperança a torcida tricolor. O lateral (só) Eduardo (ex) Ratinho já se apresentou e o atacante Everton Santos é aguardado nas Laranjeiras nesta terça para exames médicos e apresentação oficial. E um outro ponto positivo é a volta de Somália à boa fase que pode representar uma sombra para Washington que não se encontrou mais após a final da Libertadores.

No domingo, a equipe Transamérica fez duas grandes transmissões. A primeira foi uma partida entre dois grandes rivais dos últimos tempos. Flamengo e Cruzeiro que levaram ao Maracanã um bom público, mais de 37 mil pagantes. Porém, essa partida marcou a luta do Mengão pela “ladeirança” do campeonato. A confusão começou antes mesmo do apito inicial, quando o Flamengo propôs um swing de banco de reservas e o Cruzeiro, time sério e ilibado não aceitou. O jogo mostrou-se uma briga entre um time cheio de volantes e uma equipe que resolveu tocar a bola e fazer esses volantes correrem. Resultado: Um verdadeiro bobinho profissional. O Cruzeiro soube tocar a bola e marcar os gols quando teve chance para isso, apesar de ter saído atrás no placar.

A pergunta é? O que aconteceu com o urubu? Foi abatido em pleno vôo? Uma análise na tabela nos mostra que dos 8 colocados atuais no campeonato, o Flamengo não venceu nenhum deles! A nota triste foi a grave contusão de Diego Tardelli que fraturou o antebraço e deve ficar fora da equipe por 3 meses. Mais um desfalque para a coleção de Caio Júnior. Existe lado bom do Flamengo? Sim! Claro! Vandinho, que em sua estréia marcou um gol de cabeça num lance de escanteio. Apesar de ter zagueiros altos e que costumam marcar gols, o escanteio não é uma jogada forte da equipe. Vandinho pode ser esse atacante que empurra das bolas para as redes e que o Flamengo tanto procurou.

Ao mesmo tempo, o Vasco jogava contra o São Paulo no Morumbi. Morais voltou ao time apesar das confusões no meio da semana e a torcida esperava, pelo menos, um time mais aplicado em campo. Ok. A televisão mostrou que André Lima estava impedido nos dois gols que o atacante marcou na vitória por 4×0. E o pênalti no Leandro Amaral, então? Mas, sinceramente, acho que ainda que esses lances fossem marcados corretamente, o São Paulo acharia uma outra maneira de vencer a partida. O time de Antônio Lopes foi apático o jogo inteiro, assim como tem sido nos últimos jogos fora de São Januário. A ladeirança do Flamengo é uma autêntica gangorra no Vasco da Gama. Só falta um balanço, um escorrega e já podemos chamar os jogadores do Renato Gaúcho para uma brincadeira conjunta no Brasileirão.

A torcida vascaína está ansiosa para saber o lado bom do seu time? Ah, a próxima partida é em São Januário, ué. Quarta-feira contra o Coritiba. Além de termos certeza da transmissão ao vivo da Transamérica (logo assim que acabar a Voz do Brasil), também sabemos que o time vai entrar em campo com uma vontade maior e espírito de luta, afinal o ataque cruzmaltino continua sendo o mais positivo.

Agora, quem encheu os olhos foi o Botafogo. E todos acompanhamos com a equipe Transamérica Esportes. O time jogou bem e venceu facilmente o Atlético Paranaense em plena Arena da Baixada com incontestáveis 3×0. Aliás, o Fogão tem um retrospecto de ótimas partidas lá ultimamente. Em 2006 também foi outra goleada e ainda mais sonora por 5×0. Com o dedo de Ney Franco, o Botafogo parece ter reencontrado seu bom futebol que perdeu em algum shopping de bairro e pegou o elevador da tabela do Brasileirão. Já está a 5 pontos do quarto colocado e perto de cumprir a meta do técnico que é terminar o primeiro turno o mais próximo possível do G4.

O melhor de tudo para o Fogão é que até aqui temos um outro lado. Se esse foi bom, o outro lado é ainda melhor. Vale lembrar que o time jogou com alguns desfalques importantes por conta de suspensão. Significa que teremos uma equipe ainda mais forte para a conclusão do primeiro turno. Ao que tudo indica, os botafoguenses querer ficar longe do parquinho de diversão dos outros clubes cariocas do Brasileirão.

Transamérica Esportes – 04/08/2008

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s